Forma de trabalhar da Vasco

SERVIÇOS

Vasco Scan

Em breve apresentaremos propostas concretas de melhoria.

Há muitos problemas nas organizações. Daqui a duas semanas poderemos clarificar, de forma pragmática, quais as pretensões e pontos nevrálgicos que existem, quais as questões prioritárias, e, com base nos conhecimentos e competências específicos, fazer propostas concretas de melhoria.

A Vasco Scan tem 3 passos: 

Identificação: Fazemos análises qualitativas e quantitativas, realizamos entrevistas, estabelecemos estratégias e objetivos claros, mapeamos processos e analisamos relatórios. Assim criamos as bases para as propostas de melhoria.

  1. Prioritização: Analisando o impacto das propostas de melhoria, estabelecemos prioridades. Deste modo, podemos fazer escolhas refletidas no caminho da melhoria. 

  2. Consultoria: A própria organização determina quais as ações de melhoria que podem ser implementadas internamente, nós aconselhamos sobre a implementação, e, se necessário, ajudamos na execução.

A Vasco concentra-se em 5 áreas de especialização: Project Portfolio Management, Business Improvement, Scale Up, Transformation Management e Grip on Data. Depois da Vasco Scan, podemos seguir um destes trajetos.

Project Portfolio Management

Procuramos que os projetos contribuam para a realização da estratégia empresarial.

Mais planos do que tempo, equipas sobrecarregadas, casos empresariais sem produção de efeitos, a maior prioridade a cada projeto, patrocínio de projetos que deixam a desejar, resultados de projetos não seguidos nem monitorizados e atrasos por falta de capacidade. Para se conseguir voltar a ter mão nas coisas, é necessário alinhar os projetos com a estratégia empresarial, determinar as prioridades certas para todos e acompanhar, estrutural e estruturadamente, os resultados dos projetos. Fazemos isto em 3 passos:

  1. Prioritização: Mediante uma ou mais sessões estratégicas, afinamos a estratégia e determinamos o quadro e os aspetos para estabelecer prioridades. Inventariamos os projetos existentes e a capacidade necessária para os mesmos. Apresentamos os benefícios esperados em relação à estratégia empresarial. Como resultado, podem ser cancelados projetos existentes e introduzidos novos que melhor contribuam para a estratégia seguida.

  2. Alocação: Com base nas prioridades definidas, alocamos capacidade aos projetos, apresentamos métodos de avaliação dos resultados de projetos e promovemos avaliações recorrentes dos projetos.

  3. Aprendizagem: Com base nessas avaliações, estamos continuamente a aprender, ajustamos a calendarização dos projetos, se necessário, e introduzimos novos projetos, sempre em conformidade com o quadro estratégico previamente definido. Ensinamos também a aplicar a gestão de carteiras de projetos de forma autónoma.

Business Improvement

Ajudamos a alinhar o trajeto do cliente com os processos empresariais, de modo a aumentar a satisfação do cliente e a conseguir melhores resultados empresariais.

O nosso modo de trabalhar conduz, a curto prazo, a uma maior satisfação de clientes e colaboradores, a uma maior eficiência de custos e a uma melhoria dos resultados da empresa. Sobretudo fazendo. Direcionados para o resultado final, ensinamos competências e métodos para que a própria organização acabe por conseguir aplicá-los. O nosso método tem 3 passos:

  1. Daily management call: Introduzimos a importância do dia através da implementação de um começo de dia para toda a empresa com o foco no desempenho operacional da organização: a daily management call (o telefonema diário da gestão). As experiências do cliente e eventuais incidentes dão azo a melhorias. No prazo de oito semanas, os departamentos envolvidos ficam acostumados à nova metodologia e começam a ver-se efeitos. Após doze semanas, completamos a missão e a organização avança autonomamente.

  2. Programa de qualidade: As áreas problemáticas que possam surgir surgem no telefonema diário são abordadas num programa de qualidade, amiúde sob a forma de projetos individuais. Executamos o programa de qualidade durante quatro meses e, depois disso, durante mais dois meses.

  3. Fixação estrutural: O passo final é a criação ou aprimoramento da estratégia do serviço e do canal. Esta estratégia é levada a cabo através da realização conjunta de workshops. A este ponto, tanto o daily management call como o programa de qualidade forneceram já um importante contributo.

Scale Up

Ajudamos a pôr em ordem a estratégia, a estrutura e os dados, para conseguir uma maior profissionalização da organização, com o inerente crescimento.

Para que o crescimento continue, é necessária a profissionalização da organização. Para garantir o crescimento comercial, é essencial um controlo ao nível da estratégia, estrutura e dados. A Vasco ajuda as organizações a conseguirem um crescimento em escala. Fazemos isto em 3 passos:

  1. Estratégia: Ajudamos a examinar e a processar adequadamente a estratégia organizacional. E incluímos os desenvolvimentos necessários no itinerário.

  2. Estrutura: Mapeamos a organização atual, analisando a respetiva estrutura, processos e governança. Seguidamente, delineamos a organização pretendida e ajudamos a implementá-la.

  3. Dados: Ajudamos a entender os dados disponíveis e mostramos o que os dados pretendidos podem significar. Com dashboards claros, ajudamos a manter o controlo sobre os dados. Por fim, asseguramos que os colaboradores aprendam eles próprios a utilizar estes dados, por exemplo, para melhorar a qualidade ou para reduzir custos.

Transformation Management

Ajudamos na concretização de transformações, para criar um impacto duradouro e positivo dentro e fora da organização. 

Programas de transformação, como implementações de sistemas, integrações empresariais e digitalização, são necessários para se manterem relevantes e para fornecerem a melhor experiência ao cliente. As inovações requerem uma boa estratégia, mas uma implementação bem-sucedida é também importante. A Vasco ajuda a realizar transformações em 3 passos: 

  1. Estabelecimento: A estrutura do programa é criada tendo em atenção a governança e os relatórios, para podermos orientar-nos com base em factos. Para além disso, uma abordagem de prontidão empresarial garante que o programa seja suportado pela organização.

  2. Gestão: Assumimos a liderança e ocupamos posições-chave na estrutura do programa. Trabalhamos de forma iterativa, entregamos rapidamente valor e preparamos a organização para as mudanças (business readiness). Começamos por fazê-lo por si, depois juntos, para que acabe por fazê-lo autonomamente. Assim, não se perde qualquer conhecimento.

  3. Controlo de qualidade: Recorrentemente, realizamos avaliações do progresso, da qualidade e dos riscos do programa. Onde necessário, apresentamos propostas de melhoria.

Grip on Data

Ajudamos as organizações a compreender, gerir e utilizar dados, de modo a alcançarem mais rapidamente os seus os objetivos.

Os dados são cruciais para alcançar objetivos. As necessidades variam consoante a «maturidade dos dados». De simplesmente mensuráveis, passando por perspetivas medidas separadamente, até à tomada proativa de decisões com base nos dados. O acesso aos dados (grip on data) é conseguido em 3 passos importantes:

  1. Compreensão: Através de uma análise rápida determinamos as necessidades e a maturidade dos seus dados. Um relatório utilizável, com recomendações concretas, dará resposta a questões importantes que determinarão o ponto de partida do projeto de dados.

  2. Controlo: Com base nos processos existentes, determinamos em conjunto onde o controlo é necessário. A implementação da governança, ou uma melhoria da mesma, e a utilização de dashboards facilita o acesso pretendido aos dados.

  3. Utilização: E deve fazer-se uso desse acesso. Ensinamos a interpretar e aplicar os dados estruturalmente nesta metodologia, incluindo aos colaboradores, para que aprendam eles a fazê-lo autonomamente. Assim, a partir de dados, podemos continuamente apostar na melhoria da qualidade, na redução de custos e no sucesso comercial.

Data Competence Center

Dispomos de competências específicas para aplicar, pontual ou estruturalmente, em dados para iniciativas mais céleres e mais impactantes.

Os dados são cruciais para alcançar objetivos. Para poder trabalhar com dados, a Vasco Consult desenvolveu o módulo Grip on data. A Vasco Consult também apoia empresas e organizações na realização de análises de dados, na elaboração de relatórios bem concebidos e harmonizados e na limpeza e migração de dados. Garantimos aqui a seguinte abordagem:

  1. Esquematização: Esquematização de verificações, relatórios e dashboards. Isto concerne tanto a dados operacionais como a dados orientados para a garantia de receitas.

  2. Otimização: Melhoria da estrutura de relatórios, relatórios específicos e qualidade dos dados subjacentes.

  3. Substituição: Podemos assumir, temporariamente ou até estruturalmente, algumas atividades relacionadas com dados como um serviço para os nossos clientes.

O nosso Centro de Competência de Dados está localizado em Portugal. Consulte aqui a nossa equipa.

Um consultor por um dia 

Ajudamos os projectos a avançar com um Consultor apenas um dia

Por vezes, as empresas têm pequenos problemas que não requerem um grande projecto de consultoria. Ou uma pequena organização procura ajuda, mas não tem nem a perícia nem o orçamento para encontrar soluções por si só. Para casos como estes, Vasco disponibiliza um consultor por um dia.

Um consultor experiente pode suavizar uma implementação paralisada ou ajudar a resolver um problema de TI. Mas também é possível dar uma formação de um dia à equipa ou a um membro da direcção.

Um dos nossos consultores ou gestores (sénior) dedicará um dia inteiramente à sua empresa ou organização.

Oferecemos três tipos de consultores:

  1. O treinador: para eventos de equipa, treinador individual;
  2. O gestor do projecto: implementações de TI, ajudar no negócio, mudanças de ou nos processos, implementação de novos produtos;
  3. O analista: especialização de dados, questões de TI, análise de gestão de problemas.